Mercado Brasileiro de Shopping Centers

No Brasil, o primeiro Shopping Center foi inaugurado em 1966, e já na década de 70, sete novos empreendimentos foram iniciados. O mercado teve o desenvolvimento mais acentuado no início da década de 80, com o surgimento de grandes Shopping Centers regionais em São Paulo e Rio de Janeiro, dentre outros.

Na década de 90, observou-se uma segunda onda de crescimento, impulsionado por fatores específicos tais como: (i) sucesso de alguns empreendimentos realizados na década de 80; (ii) a estabilidade econômica oriunda do plano econômico que implantou o Real, a partir de 1994; e (iii) o aumento de investimentos no setor com recursos provenientes, principalmente, da expansão da carteira dos fundos de pensão. Entretanto, no período de 1994 a 2001, o setor vivenciou uma forte redução de investimentos devido às crises financeiras mundiais, tais com a crise da Ásia, Rússia e México.
 

  2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016
Nº de Shopping Centers no Brasil 351 363 376 392 408 430 457 495 520 538 558

 Fonte: ABRASCE.

A região Sudeste concentra o maior número de Shopping Centers em consequência desta região do País ser responsável por cerca de 55% do PIB nacional (em 2013, segundo o IBGE), concentrando também os maiores índices de densidade populacional e de renda per capita do País. Os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais respondem por, aproximadamente, 54% do total de empreendimentos no Brasil.
 

Regiões Brasileiras Nº de Shopping Centers % do Total ABL(m²) % do Total
Norte 26 4,7 789.739 5,2
Nordeste 85 15,2 2.605.219 17,1
Centro-Oeste 54 9,7 1.268.422 8,3
Sudeste 300 53,8 8.453.558 55,5
Sul 93 16,7 2.119.691 13,9
Total 558 100,0 15.236.629 100,0

Fonte: ABRASCE.

Somente o estado de São Paulo tem, aproximadamente, 32% do total de Shopping Centers brasileiros. Nesta região foram desenvolvidos empreendimentos em todos os formatos, havendo uma concentração no formato regional. A região Sul, também com população de forte poder aquisitivo, tem, aproximadamente, 17% dos empreendimentos. A região Nordeste responde por, aproximadamente, 15% do total do País.

A região Norte, com apenas 4,7% dos Shopping Centers brasileiros, concentra esforços no formato regional e as regiões Centro-Oeste, com 9,7% dos Shopping Centers brasileiros, e Nordeste, a de menor poder aquisitivo do País, concentram esforços no desenvolvimento de Shopping Centers no formato comunitário e de vizinhança.

A Aliansce acredita que o setor de Shopping Centers no Brasil apresenta níveis de qualidade e especialização comparáveis aos melhores do mundo. O Brasil é o décimo-primeiro País em número de Shopping Centers em operação, segundo a ABRASCE.

Nos últimos cinco anos o setor de Shopping Centers observou uma tendência de buscar nichos de mercado com empreendimentos com formato de vizinhança e comunitários, de menor tamanho, concentrados nas cidades de médio porte, consolidando uma tendência de interiorização. A ausência de alternativas de financiamento para viabilizar novos empreendimentos nas capitais e grandes cidades no final da década de 90 motivou os empreendedores a buscarem projetos baseados em terrenos e construções menores e de menor custo.

Essa tendência criou uma demanda reprimida por empreendimentos de maior porte nas capitais, em especial nas regiões Sul e Sudeste. Com a especialização do varejo e o crescimento acelerado do setor de franquias, aumentou a busca dos varejistas por novos espaços, abrindo oportunidades para o surgimento de novos Shopping Centers regionais e comunitários. Segundo dados da ABRASCE, em 2012 a participação dos Shopping Centers brasileiros representam aproximadamente 21% do varejo nacional, excluindo indústria automotiva e derivados de petróleo.

Última atualização em
Voltar